Buscar
  • Resting Mind Psiquiatria e Saúde

O Luto é único e singular!

O luto é um processo psíquico de elaboração de uma perda significativa e, por definição, é um conjunto de reações diante de uma perda.


Ainda que embora o luto envolva graves afastamentos daquilo que constitui a atitude normal para com a vida, jamais nos ocorre considerá-lo como sendo uma condição patológica. É um processo normal e, de certa forma, esperado para que ocorra uma elaboração saudável da perda, ou seja, o luto tem como função ajudar o enlutado a reconstruir e a (re)adaptar diante de mudanças que a nova realidade exige.

Precisamos entender que o luto não é um evento ou algo com tempo determinado, na verdade, a reconciliação é um processo. Segundo a psicóloga Melissa Couto, esse processo é linear, não tem incio, meio e fim, cada luto é singular e único, e cada um sente a perda de uma forma. Ressalta ela: "Precisamos chorar nossas dores, só assim poderemos elabora-las e resinifica-las. Como Parkes diz, a dor é do tamanho do amor que a gente sente, só não sentirá dor, quem não amar..."


Melissa Haigert Couto

Psicóloga, especialista em Psicoterapia Analítica

CRP/RS 07/11075


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo